Pr. Harold MacLareya – Noite – 15/01/2010


As Chaves do Reino

Mt. 16:19 – Existe um Reino nos céus. Existem chaves, verdades, princípios de práticas desse Reino.
Este Reino se manifesta através da Igreja. A Igreja invisível é demonstrada de forma visível através da igreja local. As chaves do Reino estão na igreja local. O propósito central de Deus é a edificação da Sua Igreja. Existem chaves no Reino de Deus e Ele já nos entregou estas chaves. A chave deste Reino são as verdades absolutas de Deus.
A primeira chave deste Reino está em Atos. At.4:32 a 35 – “Da multidão dos que creram era um o coração e a alma. Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum. Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. Pois nenhum necessitado havia entre eles, porquanto os que possuíam terras ou casas, vendendo-as, traziam os valores correspondentes e depositavam aos pés dos apóstolos; então, se distribuía a qualquer um à medida que alguém tinha necessidade.”
A primeira chave é a unidade. Não existe Reino de Deus sem unidade. Um reino dividido não subsiste. Mas, o que é unidade¿ Unidade é ser unânime. Unidade não é sinônimo de maioria.
A primeira figura de unidade na Palavra é o corpo. Há membros diferentes, mas há unidade, unanimidade.
Quando os irmãos vivem em unidade o Senhor ordena a Sua benção. Devemos nos esforçar para manter a unidade do corpo de Cristo.
No Reino de Deus há leis. Fomos livres do pecado, livres do inferno, para nos tornarmos escravos das leis deste Reino. Fomos transportados do reino das trevas para o Reino da luz de Cristo. A Igreja não é sobre mim e sobre você, mas é sobre Cristo Jesus.
Para que haja unidade, devemos estar debaixo dos propósitos, da agenda de Deus. Devemos abrir mão de nossa agenda para a agenda de Deus.
Todas as pessoas têm seus horários, suas agendas, por isso não conseguimos andar em unidade. Quando cada um optar pela agenda de Deus, conseguiremos então ter unidade, pois nos encontraremos num mesmo ponto.
Naquela multidão de Atos 2 não se encontrava ninguém necessitado em todas as áreas de suas vidas. Jesus estava no meio deste povo por isso havia unanimidade.
O que falamos é um sinal da unidade ou não unidade. Para se ter unidade é preciso ter a mesma linguagem espiritual.
Não só as necessidades dos irmãos eram supridas, mas a unidade produzia poder de Deus no meio do povo. Sinais e prodígios eram feitos no meio do povo.
Havia abundante graça no meio dos irmãos. Deus os favorecia abundantemente.
A unidade traz ordem. Não havia nada desordenado, tudo estava em ordem.
Não existe unidade sem autoridade. Quando há autoridade é porque existe alguém sobre o grupo.
Ter um só coração (vem da mesma raiz da palavra sinfonia) seria como cantar e tocar a mesma música.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: