Escola Adorando 2011 Noite 20/01

     Ezequiel 48:11 – Este texto começa a falar de sacerdotes logo após o texto anterior que fala sobre restauração.  

     Tudo o que nós vamos alcançar em Deus, no ministério, está diretamente proporcional à nossa devoção a Ele.

     I Samuel 2:27 a 36 – à partir de Moisés o ministério tem uma ordem. Começa a ser gerada toda uma linhagem de sacerdotes.

     O ministério exige de nós um compromisso com Deus. O sacerdote tem que ser fiel a Deus. Não somente o sacerdote, mas toda a sua linhagem. É um sacerdócio que é fiel não somente na sua geração, mas nas gerações posteriores. 

          I Reis 2:26 – Zadoque assume o sacerdócio de Abiatar. Zadoque é o cumprimento da profecia em I Sm 2.

     Achamos que estes princípios de ter toda a linhagem consagrada a Deus só está no Velho Testamento. Mas vemos Paulo aconselhando aqueles que queriam ser bispos na Casa de Deus, Paulo diz que este bispo deve ser senhor de sua casa, deve ter filhos obedientes. Pois, como um bispo governaria na Igreja se ele não consegue governar a sua própria casa¿

     Zadoque é da linhagem de Eliazar, de Finéias. Todos se corromperam menos os filhos de Zadoque. A partir de Zadoque a promessa de um sacerdócio fiel e de uma casa firme se cumpre. 

     Ser estabelecido ou ser removido do ministério depende de sua santificação, do seu compromisso com Deus. Hoje, na nova aliança, todos são sacerdotes. Esse sempre foi o sonho de Deus.

     A força do seu ministério é santidade. O diabo quer tirar a sua autoridade. Deus quer edificar o Tabernáculo caído de Davi. O Tabernáculo de Davi era bem diferente do Tabernáculo de Moisés. O Tabernáculo de Davi era simples, tinha um ambiente de adoração profética.

     Esta geração perdeu o temor do Senhor. O pecado, ainda que perdoado, tem consequências. Podemos ser restaurados, mas o pecado tem consequências – Ezequiel 44:10. Todo pecado que cometemos diminui a nossa herança em Deus.

     Os líderes, os ministros da nossa geração até que tem muito conhecimento, pois aprendem nos seminários, mas tem faltado nos líderes caráter.

     O legado que devemos deixar para as próximas gerações é ter caráter. Santidade no nosso modo de ser.

Anúncios

Escola Adorando 2011 Tarde 20/01 – Workshop de Organização de Ensaio

Escola Adorando 2011 Manhã 20/01 – Adhemar de Campos

Na carta aos Romanos (Rm 15:18),  Paulo expõe que não ousaria ensinar sobre coisa alguma que não fizesse por palavras e por obras. É imprescindível que o cristão se disponha a ilustrar com a própria vida aquilo que prega. Em outras palavras, aqueles que ensinam sobre Bíblia precisam encarnar a Palavra!  Ninguém deve discorrer sobre um assunto se não está disposto a praticá-lo. Faz parte da função de ministro de louvor viver o que canta e cantar o que vive.

Hebreus 13:15, aponta para três importantes fundamentos da adoração:

1)      “Por meio de Jesus”: Cristo é o centro de todas as coisas. Ele é o cabeça, a espinha dorsal, o fundamento. Tudo é por meio Dele. Ele é o Senhor. Sem Ele, nada que foi feito se fez (Jo 1:1). Ele sempre deve ocupar a posição de maior evidência.

2)      “Ofereçamos continuamente”: todo cristão é doador.  Em II Co 8:1-3, os irmãos, a despeito da sua pobreza, eram ricos em generosidade. O adorador é um ofertante, ele sempre reparte com os outros tudo o que recebe de Deus, inclusive o dinheiro. Generosidade é uma marca nos filhos de Deus, pois os atos falam mais do que as palavras. O Senhor não tem filho egoísta, avarento, pão duro. Doação é a essência do cristianismo.

3)      “Sacrifícios de louvor”: sacrifício fala de MORTE. Sacrifício para Deus é um coração quebrantado e contrito.  Louvor fala da sua VIDA, pois Deus habita em meio ao Seu povo. Cristianismo é renúncia, é morte do “eu”, dos sonhos pessoais em prol do controle soberano de Jesus.

Deixa Deus conduzir e confirmar os propósitos Dele na sua vida!

Escola Adorando 2011 Manhã 20/01 – Adhemar de Campos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Depoimento Adhemar de Campos

Escola Adorando 2011 Noite 19/01

     O que fazer depois da Escola Adorando¿ Este é um pensamento que permeia a cabeça de todos os alunos que fazem Escola Adorando. Achamos que vamos voltar para as nossas igrejas e revolucionar tudo, criar um ministério e etc. Somos muito bons para ver os defeitos dos outros. Deus não tem compromisso com soberbos.

     Deus só lida com pessoas fracas, pois o poder do Senhor se aperfeiçoa na nossa fraqueza. Erramos em muitas coisas porque não conhecemos as escrituras.

     O que é sucesso na ótica do mundo¿ É estarmos na mídia, vendermos muitos CDs, sermos conhecidos e reconhecidos.

     Não existe a expressão “meu ministério”. O ministério é de Jesus atuando através de nós.

    At 10:38 e Sl 89:20 – A unção de Deus só tem uma função em mim: servir. Muitos entram em filas para receber a unção de alguém e não sabem nem para que serve a unção. Todo cristão já tem a unção de deus que nos ensina todas as coisas.

     Ministério em Deus é alcançar pessoas. Não é música mas, pessoas. Música é só uma ferramenta de trabalho.

     Is 14 – Este texto fala de Lúcifer, um ser que buscou o sucesso e enveredou por caminhos tortuosos. Querer ter sucesso, almejar uma posição que não é para nós, tem “cheiro” de espírito luciferiano. Toda a glória é pra Deus, o lugar e o ser altíssimo é só para Ele.

     Gl 6 – Aqui está a verdadeira postura de alguém com sucesso em Deus. Gloriar na cruz: isso é ser um homem bem sucedido.

Escola Adorando 2011 Noite 19/01 – Adhemar de Campos