Workshop de Audio Tecnologia + Workshop de Liderança

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Escola Adorando 2011 Manhã 19/01 – Thomas Padley

Escola Adorando 2011 Manhã 19/01

 

Jz 17: 7-13

O jovem levita viu no convite de Mica uma oportunidade de iniciar um grandioso ministério, se fazer conhecido, ter um título, ter conforto. Ele se vendeu.

– O cristão é um mendigo mostrando para outros mendigos onde achar o pão.

– Seu chamado é para ser santo e filho de Deus.

– Seu chamado é para pertencer a Jesus Cristo.

– Ele não se vende para Mica.

– Ele passa bastante tempo a sós com Deus, pois é o único jeito de receber a unção e matar o orgulho.

Muitos, em busca de seu ministério e estabelecer seu nome, têm boas intenções, mas idolatram o ofício. Menosprezam os momentos difíceis da caminhada e querem apenas a comodidade. Ter dinheiro e reconhecimento se torna o alvo a ser alcançado e, consequentemente, um ídolo. A igreja é ótima para arrumar desculpas procurando conservar os ídolos que ergue no seu íntimo, ídolos do coração. Ídolos não são apenas as estátuas de pedra ou madeira, mas tudo o que se transformar em um deus diante de Deus, ou seja, tudo aquilo que for mais importante do que o próprio Senhor (Êx 20:3).  

Assim, se cria um sistema de camuflagem: embora nunca se consulte o Espírito Santo quanto à direção que deve ser tomada, finge-se estar fazendo a obra do Senhor. Depois que tudo dá errado, vem a pergunta: O que houve? Por que deu errado? E a resposta de Deus: Nunca pedi nada disso!

Há falta de pessoas humildes, de servos, daqueles que não querem trabalhar para Mica. Provérbios 10:22 diz que a bênção do Senhor é que enriquece e ele não acrescenta dores. Prosperar no ministério é obedecer a Deus e consultar o Espírito Santo antes de agir.

Converta-se dos ídolos a Deus a fim de que o Cordeiro que foi morto possa receber a recompensa do Seu sofrimento! (I Ts 1:9) 

 

Depoimento Nívea Soares

Escola Adorando 2011 Noite 18/01 – Nívea Soares

Escola Adorando 2011 Noite 18/01

     Lucas 3 – A Palavra do Senhor veio a João Batista no deserto.  João é aquela voz que clama no deserto. 

     João Batista estava num contexto de opressão sob o poder do império romano.

     O ministério de João Batista foi apontar Jesus. Ele preparou o caminho para a vinda do Salvador, do Messias. E João entendeu muito bem a sua posição.

     O chamado de João Batista foi bem específico, e podemos também descobrir o nosso chamado de forma específica na Palavra de Deus.  

      João Batista teve a oportunidade de se promover através dessa promessa da vinda de Jesus. Mas ele em momento algum deixa de apontar com o seu discurso, com as suas atitudes o Senhor Jesus, chegando a dizer que ele não era digno de desatar, de desamarrar as sandálias dos pés de Jesus. João reconheceu a superioridade de Jesus.

     Nós temos uma necessidade de que o nosso nome seja exaltado, mas João Batista sabia muito bem que o nome de Jesus é que deveria ser exaltado.

     João 3:26 a … “Importa que Ele cresça e que eu diminua.”

     Sendo Jesus, o cabeça da Igreja, nós, estando ligados nesse corpo, recebemos a unção que está sobre o cabeça. A função da Igreja é dar continuidade ao ministério de Jesus. Não é o nosso ministério, mas o ministério de Jesus. 

     Muitos ministros de louvor, pregadores, pessoas que estão em evidência na Igreja estão usando o seu ministério para suprir alguma carência da alma. Pessoas que estão com uma ferida da alma aberta. E uma ferida aberta infecciona, necrosa o membro em que ela se encontra chegando até a amputação deste membro. Isso contamina todo o corpo.

     Deus não quer performance no nosso serviço a Ele, mas Ele quer formar em nós uma identidade na presença Dele. A performance pode gerar emoção nas pessoas, pode impressionar teólogos, pode impressionar multidões. Mas vida, identidade de verdade, é na presença de Deus, no lugar secreto onde os holofotes não estão. Deus tem um lugar específico para nós: a presença Dele.

     Buscamos o sucesso entre os homens. Achamos que sucesso é ser conhecido, é vender muitos CDs. Mas sucesso pra Deus é rendição total a Ele.

     Ministério tem a ver com amor, com serviço, em fazer o que Jesus faria, em abrir mão das nossas vontades em favor do outro.

     Mesmo que eu perca tudo, mesmo que eu nunca mais possa falar, cantar, fazer o que eu faço, ainda assim existe um lugar em Deus pra mim. E é nesse lugar que eu posso andar em alegria nos meus dias.

 



Escola Adorando 2011 18/01 Tarde – Workshop de Prática em Conjunto

Este slideshow necessita de JavaScript.